26/06/2020

Por Fernanda Costa

Estudo inédito sobre a realidade socioeconômica de comunidades quilombolas da Amazônia Legal é apresentado em Webinar

Estudo inédito sobre a realidade socioeconômica de comunidades quilombolas da Amazônia Legal é apresentado em Webinar

Mais de 100 comunidades de 6 estados participaram das pesquisas. Dados poderão embasar reivindicação de direitos e políticas públicas para as comunidades quilombolas.

Após três anos de trabalho, comunidades e associações comunitárias apresentam pesquisa socioeconômica realizada em 107 comunidades quilombolas de 6 estados da Amazônia Legal: Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Tocantins. A iniciativa contou com o apoio da Ecam, da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (CONAQ), do Google Earth Solidário e da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID).

Os levantamentos e as análises dos dados foram realizados pelas próprias comunidades, com o auxílio de uma equipe técnica formada por geógrafos, historiadores e especialistas em análise de dados. Os resultados das análises serão apresentados na publicação “Quilombos e Quilombolas na Amazônia: Os desafios para o (re) conhecimento”, lançada dia 29 de junho nas versões inglês e português (disponível gratuitamente em www.ecam.org.br e conaq.org.br).

O estudo contou com a participação da geógrafa e mestre em Gestão Ambiental e Territorial, Meline Machado, coordenadora dos projetos “Programas Novas Tecnologias e Povos Tradicionais” e “Compartilhando Mundos” da Ecam. “Precisamos entender melhor as diferentes realidades das comunidades tradicionais da Amazônia. Cada uma delas possui especificidades e, ouvi-las, permite pensar em como melhor apoiá-las no seu desenvolvimento sustentável e autônomo”, destaca.

Em momentos de pandemia como a de Covid-19, dados como os que constam na publicação permitem medidas mais eficientes de combate. “Assim, é possível que comunidades tenham mais conhecimento sobre sua atual situação, podendo apoiar também na reivindicação de direitos”, ressalta Meline.

Webinar

Para marcar o lançamento da publicação, a Ecam e CONAQ realizaram no dia 02 de julho, às 15h00, um Webinar aberto ao público sobre a pesquisa. Respeitando as políticas de isolamento social, será transmitido online, ao vivo, pela YouTube da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq – https://www.youtube.com/watch?v=WeCZnDnxPfU&t=7831s). Inclusive foram enviados formulários às comunidades envolvidas no estudo para que fizessem perguntas respondidas durante o Webinar.

 

 

 

Em formato on-line, Conaq e Ecam realizam mais uma etapa do programa Compartilhando Mundos

Em formato on-line, Conaq e Ecam realizam mais uma etapa do...

Por meio dos programas Novas tecnologias e Povos Tradicionais e Compartilhando Mundos 107 quilombos de seis Estados da Amazônia realizaram uma...

Campanha apoia mais de 200 famílias de comunidades quilombolas do Pará durante a pandemia

Campanha apoia mais de 200 famílias de comunidades...

Organizada pela MALUNGU, com apoio institucional de ECAM e Instituto Peabiru campanha viabilizou mais de duzentas doações através de financiamento...

Ecam divulga análise sobre situação de comunidades tradicionais diante da pandemia

Ecam divulga análise sobre situação de comunidades...

Povos indígenas e quilombolas enfrentam novos desafios durante a pandemia do novo coronavírus. Diante desse cenário, a Ecam realizou um estudo para...