24/05/2022

Por Ecam

Comunidades quilombolas do Amapá terão pólos universitários

Comunidades quilombolas do Amapá terão pólos universitários

Projeto vai levar cursos de graduação a 300 quilombolas.

Comunidades quilombolas do Amapá receberão cursos de graduação, ofertados pela Universidade Federal do Amapá (Unifap).  As aulas estão previstas para acontecer em junho deste ano, em pólos universitários a serem abertos nas comunidades quilombolas do Matapi, Carmo do Maruanum, Igarapé do Lago, Mazagão Velho, Curiaú e Abacate da Pedreira.

O processo seletivo, realizado em maio na Unifap, contou com cerca de 800 quilombolas, que concorreram a 300 vagas nas áreas de Letras, Pedagogia e Ciências Biológicas. Segundo Núbia Cristina, coordenadora da Coordenação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas do Amapá (CONAQ-AP), cada um dos pólos terá uma turma de 50 alunos e contará com o apoio da universidade para levar toda a estrutura necessária para a realização das aulas. 

“Esse é o primeiro projeto do país a levar ensino superior para dentro dos quilombos. A ação iniciou-se a partir das comunidades, por meio de uma solicitação da Conaq-AP à nova gestão da Unifap, que se mostrou sensível à demanda e propôs elaborar uma iniciativa de forma conjunta. Infelizmente, os dois anos de pandemia atrasaram a implantação do projeto. Mas, ainda assim, nesse período, foi possível atender mais de 1000 famílias quilombolas com ações de enfrentamento à Covid-19”, destaca Núbia. 

Em 2018, a Conaq-AP e as comunidades quilombolas do estado do Amapá participaram de levantamentos e análises de dados socioeconômicos, realizados com comunidades de nove estados do país, em parceria com a Ecam, Google Earth Solidário e USAID. No Amapá, a pesquisa constatou que apenas 3% da população quilombola tinha acesso a universidades, evidenciando a necessidade da criação de pólos universitários dentro dos quilombos.

Os dados do estudo serviram como insumo para a realização do projeto, que hoje é resultado da parceria entre a Conaq-AP, Unifap e da Deputada Federal Leda Sadala, que aprovou a emenda parlamentar  de 15 milhões de reais destinados à criação e manutenção dos pólos universitários pelos próximos quatro anos. 

Créditos de imagem: Núbia Cristina/Conaq (AP)
Comunidades quilombolas do Amapá terão pólos universitários

Comunidades quilombolas do Amapá terão pólos...

Projeto vai levar cursos de graduação a 300 quilombolas. Comunidades quilombolas do Amapá receberão cursos de graduação, ofertados pela...

Enchentes provocam perdas nos quilombos e Iniciativa da Agricultura Familiar Quilombola realiza levantamentos de dados

Enchentes provocam perdas nos quilombos e Iniciativa da...

Comunidades Quilombolas de 8 estados e do Quilombo Mesquita (GO) participam da ação. Todos os anos, as enchentes chegam causando graves prejuízos...

Comunidades quilombolas de Rondônia participam de oficina para fortalecimento da agricultura familiar

Comunidades quilombolas de Rondônia participam de oficina...

A atividade visou discutir desafios e oportunidades da atividade, para a construção de um planejamento estratégico. Comunidades quilombolas de...

Sistemas agroflorestais são implantados em comunidade rural de Terra Santa (PA)

Sistemas agroflorestais são implantados em comunidade rural...

Projeto de desenvolvimento comunitário, voltado ao incremento da produção familiar, está orientado 05 núcleos familiares da região. A comunidade...