15/10/2020

Por Fernanda Costa

Em evento mundial, brasileira apresenta estudo sobre situação dos territórios tradicionais diante da pandemia

Em evento mundial, brasileira apresenta estudo sobre situação dos territórios tradicionais diante da pandemia

O Geo For Good Summit promove, anualmente, ações e projetos com impacto positivo ao redor do mundo.

Entre os dias 20 e 22 deste mês, acontecerá a 9° edição do Geo For Good, um evento mundial promovido pelo Google Earth Outreach, que reúne especialistas de diferentes áreas de atuação, para compartilharem resultados e experiências no uso das ferramentas de mapeamento disponibilizadas pela Google. Na oportunidade, a Ecam apresentará o mapeamento que identificou diferentes níveis de risco, determinantes para o impacto da Covid-19, em territórios tradicionais. 

A pesquisa Mapeamento de vulnerabilidade nas comunidades tradicionais da Amazônia diante da pandemia de COVID-19 abrange 60 comunidades quilombolas e indígenas, de várias partes da Amazônia Brasileira, onde constatou-se que 70%  das comunidades estão em situação de risco alto, muito alto e altíssimo para a contaminação do novo vírus. A pesquisa será apresentada por Muryel Arantes, geógrafa e coordenadora de projetos da Ecam, no próximo dia 20.

“O mapeamento tem como objetivo principal expor os riscos e as dificuldades que as populações tradicionais da Amazônia vêm enfrentando na pandemia. Esperamos que as informações obtidas incentivem a criação de medidas de apoio a essas populações, seja por organizações governamentais ou não governamentais”,  explica Muryel.

Por conta da pandemia, o evento, sempre realizado de forma presencial, na sede da Google na Califórnia (EUA), este ano será totalmente online. “Estamos realizando tudo de forma virtual, o que reduz o contato com as pessoas de outras sessões, por exemplo, mas, por outro lado, as trocas mais essenciais ainda estão mantidas, o que é muito bom, pois este é um espaço super importante para compartilharmos experiências”, complementa Muryel.

Além de geógrafa, Muryel Arantes é mestre em gestão ambiental e territorial e especialista em geoprocessamento. Na Ecam, atua em projetos de sustentabilidade junto às comunidades tradicionais, realizando ações de capacitação em SIG, monitoramento de indicadores socioambientais, monitoramento de projetos de carbono e análise espacial de desmatamento.

Para saber mais sobre a participação da Ecam no Geo For Good 2020, continue acompanhando nossas redes sociais Facebook, Instagram, Linkedin e Twitter!

Comunidades quilombolas da Amazônia recebem dados socioeconômicos, por meio de webinar

Comunidades quilombolas da Amazônia recebem dados...

Amapá será o próximo estado a receber os dados da pesquisa, que poderá embasar reivindicação de direitos e políticas públicas para as...

Amapá vai realizar mais uma etapa dos programas Povos Tradicionais e Novas Tecnologias & Compartilhando Mundos

Amapá vai realizar mais uma etapa dos programas Povos...

A Coordenação das Comunidades Quilombolas do Amapá (Conaq-AP), a Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas...

Ecam Projetos Sociais entrega mais de 2 mil cestas básicas no Projeto Quilombo Solidário

Ecam Projetos Sociais entrega mais de 2 mil cestas básicas...

Com apoio de parceiros, instituição ajudou comunidades quilombolas do Amapá. Apoiar as comunidades quilombolas reflete a responsabilidade de pensar...

Quilombos do Mato Grosso realizam mais uma  etapa do programa Compartilhando Mundos

Quilombos do Mato Grosso realizam mais uma etapa do...

Os programas Novas Tecnologias e Povos Tradicionais e Compartilhando Mundos retornam ao Mato Grosso. A Ação de devolutiva dos dados com incidência...