18/02/2019

Por Ecam

Empresas no Pará avançam na construção da Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA) no estado

Empresas no Pará avançam na construção da Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA) no estado
Em seu 2º encontro no Pará, grupo de empresas ligada à PPA se reuniu para desenvolver temáticas de atuação voltadas à conservação da biodiversidade da Amazônia
Com o objetivo de pensar possíveis linhas de atuação a partir de temáticas de interesses, 12 representantes de empresas e associações com atuação no Pará reuniram-se na Federação das Indústrias do Estado do Pará (FIEPA), em Belém, no último dia 5. Com a facilitação da Coordenação Executiva da PPA (CoEx PPA), o grupo de empresários trouxe diferentes expertises para definir atividades, produtos e impactos esperados em cinco áreas temáticas.Cadeias de valor locais, usos sociais para reservas naturais, empreendedorismo com foco em impacto social e ambiental positivo para a região. Esses foram alguns dos temas trabalhados pelas empresas convidadas, em seu segundo encontro de construção da Plataforma Parceiros pela Amazônia no Pará. A Plataforma, que iniciou suas atividades em 2017 no Amazonas, sob Coordenação Executiva do Idesam, expandiu sua atuação ao Pará no final de 2018, com a mobilização de parceiros e membros locais. Ainda em fase preliminar de ação, as empresas interessadas e aquelas que já aderiram formalmente desenvolvem agora as bases de atuação da PPA no Pará, que busca atender demandas e preencher lacunas na área de conservação ambiental no estado. A partir de suas operações na Amazônia, o setor privado é chamado à ação, atuando na liderança da construção de soluções inovadoras para o tema de conservação da biodiversidade e desenvolvimento local.

Organização membro da PPA desde dezembro de 2018, a AIMEX (Associação das Indústrias Exportadoras de Madeira do Estado do Pará) sediou o evento, recebendo os participantes para uma manhã de trabalho no prédio da FIEPA. Participaram das dinâmicas as empresas Biopalma, Cargill, Natura, Agropalma, Ambientare Soluções Ambientais, Denpasa, Hydro, Dreyfus e Sol Informática, além das associações setoriais Abrapalma, Amport e Aimex, sob a Coordenação Executiva representada por Instituto Peabiru e ECAM.

Dividido em dois momentos, o encontro contou com a apresentação das temáticas propostas e, na sequência, com o desenvolvimento e aperfeiçoamento destas pelas empresas. Em continuidade ao  primeiro encontro, realizado em Belém em novembro de 2018, os representantes partiram de grupos temáticos – concebidos em fase preliminar de levantamento de prioridades junto às empresas, e trabalharam no refinamento das linhas de atuação em dinâmicas propostas pela facilitadora. Ao longo das rodadas de debate e construção, foram produzidos planejamentos para cada grupo, contendo atividades previstas, resultados e impactos positivos esperados.

Os conteúdos produzidos pelas empresas serão sistematizados, validados pelos representantes engajados em cada temática e darão origem a planos de trabalho conjuntos. Os resultados previstos visam atender demandas locais da região e refletem as expectativas de atuação em conservação e desenvolvimento sustentável das empresas reunidas. “Estamos extremamente motivados em participar de iniciativas como essa. Entendemos que as empresas precisam estar juntas para enfrentar desafios nas regiões de atuação na Amazônia. Já temos vislumbrado potenciais colaborações com outras empresas ligadas à PPA em territórios que atuamos e é fundamental convergimos ações através de uma plataforma com consistência técnica e científica, para interlocução no setor privado e com o poder público local”, ressalta João Menezes, Diretor de Sustentabilidade da Biopalma, uma das empresas participantes da reunião. Ao longo de 2019, as empresas membro da PPA se reunirão periodicamente a fim de avançar na efetivação das agendas de trabalho na Amazônia, contando com o apoio técnico da Coordenação Executiva da Plataforma.

Texto original AQUI.

 
OFICINA DE ANÁLISE DE DADOS SOCIOECONÔMICOS E MAPEAMENTO ACONTECE ESTE FINAL DE SEMANA PARA QUILOMBOLAS DO MATO GROSSO

OFICINA DE ANÁLISE DE DADOS SOCIOECONÔMICOS E MAPEAMENTO...

Entre os dia 24 à 26 de maio (de sexta a domingo) comunidades quilombolas do Estado do Mato Grosso receberão a oficina de análise de dados...

Digital Influencer foi tema de oficinas de Educomunicação realizadas pelo Programa Territórios Sustentável

Digital Influencer foi tema de oficinas de Educomunicação...

Aproximadamente 100 pessoas, entre jovens e adultos, dos municípios de Terra Santa, Faro e Oriximiná, estiveram nos dias, 10, 11 e 13 de abril,...

Educomunicação retoma atividades nos municípios de Oriximiná, Terra Santa e Faro

Educomunicação retoma atividades nos municípios de...

As oficinas têm como principal objetivo democratizar o uso das ferramentas da comunicação possibilitando o empoderamento e engajamento de jovens...

ECAM leva metodologia do uso de ferramenta ODK para o Equador

ECAM leva metodologia do uso de ferramenta ODK para o...

Técnicos da Ecociencia e líderes indígenas Waorani, da região da Amazônia Equatorial, receberam o curso de capacitação na ferramenta ODK (Open...