02/09/2019

Por Fernanda Costa

Moradores de Cachoeira Porteira iniciam a construção do Plano de Vida

Moradores de Cachoeira Porteira iniciam a construção do Plano de Vida

Planejar o futuro a partir das temáticas que envolvem o cotidiano da comunidade pensando no bem estar de todos. A construção do Plano de Vida do território quilombola Cachoeira Porteira (Amocreq-CPT), a margem do Rio Trombetas, distante aproximadamente 14 horas de barco da sede do município,  marca o início da consolidação de um modelo de governança participativo, que conta com o apoio da Associação das Comunidades Remanescentes dos Quilombos de Oriximiná (Arqmo), Associação de Moradores e Remanescentes de Quilombos de Cachoeira Porteira (Amocreq-CPT) e do Programa Territórios Sustentáveis, por meio do Eixo Quilombola, desenvolvido pela Equipe de Conservação da Amazônia (Ecam).

Durante a elaboração do Plano de Vida foram debatidos os temas sugeridos pelos moradores da comunidade, que tratam sobre Cultura, Educação, Fortalecimento Institucional, Geração de Renda, Habitação, Meio Ambiente e Saúde. “Com a elaboração do plano a gente falou sobre os anseios da comunidade pensando no coletivo, e em um futuro melhor para todos. Os temas foram discutidos de acordo com a necessidade local, na saúde por exemplo a gente falou exatamente sobre o que a gente almeja e com ele temos como correr atrás para realizar o que está no papel e que representa a necessidade de todos.”, Mauricélio Ferreira Moda, tesoureiro de Amocreq-CPT.

No Quilombo Cachoeira Porteira, a principal fonte de renda vem da atividade da coleta da Castanha, entre os meses de fevereiro e junho, e o turismo de base comunitária voltado a pesca esportiva (pesque e solte) entre os meses julho e novembro. A titulação da terra, conquistada em 03 de março de 2017, representa uma conquista de anos de luta e o Plano de Vida contribui para o fortalecimento institucional da Associação. “O Plano de Vida contribuirá para o desenvolvimento do território, a partir da sua elaboração fica mais fácil conseguir parcerias que consolidem os anseios dos seus moradores. A gente está buscando alternativas sustentáveis que assegurem melhorias e bem estar para as comunidade e seus moradores”, Lurdes Maria Pinheiro de Oliveira, Conselheira da Arqmo.

O apoio a construção do Plano de Vida nos territórios quilombolas de Oriximiná faz parte das ações do eixo Quilombola, desenvolvido pela Ecam do Programa Territórios Sustentáveis, que busca contribuir no fortalecimento institucional às associações. O Programa Territórios Sustentáveis é uma iniciativa da Agenda Pública, Ecam e Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) com apoio financeiro da Mineração Rio do Norte (MRN) e Agencia dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid)

Por: Martha Costa.

Brasileiras vão à sede do Google apresentar trabalho realizado com quilombolas

Brasileiras vão à sede do Google apresentar trabalho...

Evento Geo For Good abre espaço para trabalhos que se destacam pelo mundo O Brasil estará muito bem representado na convenção anual do Google, que...

Planejamento Produtivo e sensibilização ambiental foram debatidos em ações da Pecuária Sustentável em Oriximiná

Planejamento Produtivo e sensibilização ambiental foram...

Pecuaristas, produtores, colaboradores das fazendas, criadores de gado de corte e leiteiro, estudantes das escolas técnicas e universidades, além de...

Quilombo Ariramba valida Plano de Vida e escolhe o conselho gestor do Fundo Quilombola.

Quilombo Ariramba valida Plano de Vida e escolhe o conselho...

Pensar no futuro a partir de temáticas que possibilitem melhorias para a qualidade de vida das mais de quarenta famílias residentes no território...

Associação realiza assembleias visando melhorias no território Área Trombetas (PA)

Associação realiza assembleias visando melhorias no...

Ao todo, sete comunidades pertencem ao território Área Trombetas, mais de 1500 moradores da comunidade No último dia 7, a ACORQAT promoveu...