15/12/2017

Por Ecam

Capacitação reúne gestores e guarda-parques

Capacitação reúne gestores e guarda-parques

De 09 a 16 de dezembro de 2017 foi realizado o 2º Curso Guarda-Parque: Intercâmbios de Experiências para a Gestão Territorial. As atividades aconteceram no Atalanta Hotel, na cidade de Macapá.

Participaram do curso gestores e guarda-parques que já atuam em Unidades de Conservação (UCs) do Amapá. “As figuras dos guarda-parques e dos gestores são fundamentais para o sucesso de qualquer processo de manutenção e de implementação de UCs. O fato deles trabalharem juntos é muito importante, porque conseguimos juntar dois saberes. O saber do território, o saber local, que o guarda-parque costuma ter, e do gestor, que tem o conhecimento de ferramentas de planejamento”, comentou o instrutor Osvaldo Barassi Gajardo.

Durante os dias de atividades vários temas foram debatidos. Ao final, os grupos de trabalho construíram um diagnóstico sobre os seus territórios. “O curso está sendo muito intenso e está superando nossas expectativas. A gente já trabalhou vários conteúdos, como Gestão Territorial e Unidades de Conservação. Esses temas são o foco do curso”, contou a guarda-parque Cássia Ruanda.

Outro tema que foi abordado foi o de Gestão Orientada ao Resultado de Conservação. “Cada turma definiu sua visão, pensando em um grande objetivo que queriam atingir nos seus territórios. O primeiro passo foi pensar sobre os problemas ambientais da sua região, para depois transformar isso em uma cadeia de resultados, onde as ameaças viram situações mais amigáveis para os alvos de conservação”, lembra Osvaldo.

Além dessa primeira etapa presencial, o curso também terá uma etapa à distância. Nesse momento, os cursistas construirão pequenos projetos, a partir de seus territórios de conservação e dos seus diagnóstico.

Estas ações fazem parte do projeto Capacitar para Conservar, que é desenvolvido pela Equipe de Conservação da Amazônia (Ecam), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a Universidade Federal do Amapá (Unifap), a Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Amapá (Sema – AP) e a Associação de Guarda-Parques do Amapá (AGPA). O projeto tem o apoio do Fundo Amazônia, gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Este texto foi produzido pelos guarda-parques Joadax Gomes, Lucas Farias e Ronildo Machado da Conceição. A produção é resultado de um exercício do Módulo Participação e Comunicação.

O QUILOMBO SE ESTUDA: OFICINA DE ANÁLISE DE DADOS SÓCIOECONÔMICOS E DE MAPEAMENTO SERÁ OFERTADA PARA QUILOMBOLAS DA RESEX QUILOMBO DO FRECHAL DO MARANHÃO

O QUILOMBO SE ESTUDA: OFICINA DE ANÁLISE DE DADOS...

Jovens e lideranças da Resex Quilombo do Frechal do Maranhão receberão entre os dias 22 a 24 de fevereiro (sexta a domingo) uma oficina de...

Criadores de gado em Oriximiná comemoram sucesso do Pecuária Sustentável na Prática

Criadores de gado em Oriximiná comemoram sucesso do...

Produzir respeitando a natureza e assimilando novas técnicas de manejo sustentável, este tem sido o desafio de 14 pecuaristas no município de...

Ecam e IEPA promovem aprimoramento das metodologias de pesquisa em Arqueologia por meio de capacitação em geotecnologias

Ecam e IEPA promovem aprimoramento das metodologias de...

Com uso de ferramentas tecnológicas e metodologias específicas a cooperação entre as instituições contribui para o avanço de  importantes...

Inclusão Digital: Cinco escolas quilombolas de Oriximiná passam a ter sistema de internet via satélite

Inclusão Digital: Cinco escolas quilombolas de Oriximiná...

O projeto “Inclusão Digital” nas escolas quilombolas é uma iniciativa do Programa Territórios Sustentáveis por meio da Equipe de Conservação...