26/08/2019

Por Fernanda Costa

Juruti e Óbidos participam de pesquisa sobre a cadeia produtiva da pecuária na Calha Norte

Juruti e Óbidos participam de pesquisa sobre a cadeia produtiva da pecuária na Calha Norte

Desenvolver Estudo da Cadeia Produtiva da Pecuária na região de Oriximiná com ênfase na viabilidade de mercado e implementação de Frigorífico com administração privada ou por meio de Cooperativa, este é o objetivo de um trabalho que está sendo desenvolvido na região da Calha Norte e Baixo Amazonas que busca junto aos órgãos e classes representativas compreender quais são os principais desafios para a promoção do desenvolvimento econômico da pecuária. A iniciativa faz parte das ações do Programa Territórios Sustentáveis e surgiu a partir das demandas da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento de Oriximiná (Semagri) atendendo aos anseios dos pecuaristas participantes do Projeto Pecuária Sustentável.

Em Oriximiná, Juruti, Óbidos e Santarém o estudo está ouvindo representantes de sindicatos rurais, frigoríficos, Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) e secretarias de agricultura e de produção. “O nosso trabalho aqui é levantar dados para elaborar um estudo de viabilidade econômica para implantação de um, dois ou mais frigoríficos nessa região. Estamos fazendo um levantamento sobre o gado de corte e suínos para evitar que o produtor rural venda o seu produto final com preços desinteressantes para ele, quase que sem lucro, e agregar valor ao desenvolvimento econômico da região”, enfatizou o economista do Centro de Estudos da Amazônia José de Lima Pereira.

O estudo é coordenado pela Equipe de Conservação da Amazônia (Ecam), em parceria com a empresa Promam, e busca apresentar um diagnóstico sobre a viabilidade do projeto Pecuária Sustentável. “Nós estamos trabalhando para aumentar a produtividade da pecuária, principalmente de bovinos e suínos da região e para trazer o resultado dessa comercialização, de como que o produtor pode melhorar o final, uma vez ele já está produzindo de forma sustentável, e este é o nosso objetivo, trazer para eles técnicas para que possam aprimorar a produção e agregar valor ao produto final”, finalizou Rejane Moura, engenheira responsável pelo estudo.

O Programa Territórios Sustentáveis é uma iniciativa da Agenda Pública, Equipe de Conservação da Amazônia (Ecam) e Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) com apoio financeiro da Mineração Rio do Norte (MRN) e Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid).

Por Martha Costa

Brasileiras vão à sede do Google apresentar trabalho realizado com quilombolas

Brasileiras vão à sede do Google apresentar trabalho...

Evento Geo For Good abre espaço para trabalhos que se destacam pelo mundo O Brasil estará muito bem representado na convenção anual do Google, que...

Planejamento Produtivo e sensibilização ambiental foram debatidos em ações da Pecuária Sustentável em Oriximiná

Planejamento Produtivo e sensibilização ambiental foram...

Pecuaristas, produtores, colaboradores das fazendas, criadores de gado de corte e leiteiro, estudantes das escolas técnicas e universidades, além de...

Quilombo Ariramba valida Plano de Vida e escolhe o conselho gestor do Fundo Quilombola.

Quilombo Ariramba valida Plano de Vida e escolhe o conselho...

Pensar no futuro a partir de temáticas que possibilitem melhorias para a qualidade de vida das mais de quarenta famílias residentes no território...

Associação realiza assembleias visando melhorias no território Área Trombetas (PA)

Associação realiza assembleias visando melhorias no...

Ao todo, sete comunidades pertencem ao território Área Trombetas, mais de 1500 moradores da comunidade No último dia 7, a ACORQAT promoveu...