26/08/2019

Por Fernanda Costa

Juruti e Óbidos participam de pesquisa sobre a cadeia produtiva da pecuária na Calha Norte

Juruti e Óbidos participam de pesquisa sobre a cadeia produtiva da pecuária na Calha Norte

Desenvolver Estudo da Cadeia Produtiva da Pecuária na região de Oriximiná com ênfase na viabilidade de mercado e implementação de Frigorífico com administração privada ou por meio de Cooperativa, este é o objetivo de um trabalho que está sendo desenvolvido na região da Calha Norte e Baixo Amazonas que busca junto aos órgãos e classes representativas compreender quais são os principais desafios para a promoção do desenvolvimento econômico da pecuária. A iniciativa faz parte das ações do Programa Territórios Sustentáveis e surgiu a partir das demandas da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento de Oriximiná (Semagri) atendendo aos anseios dos pecuaristas participantes do Projeto Pecuária Sustentável.

Em Oriximiná, Juruti, Óbidos e Santarém o estudo está ouvindo representantes de sindicatos rurais, frigoríficos, Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) e secretarias de agricultura e de produção. “O nosso trabalho aqui é levantar dados para elaborar um estudo de viabilidade econômica para implantação de um, dois ou mais frigoríficos nessa região. Estamos fazendo um levantamento sobre o gado de corte e suínos para evitar que o produtor rural venda o seu produto final com preços desinteressantes para ele, quase que sem lucro, e agregar valor ao desenvolvimento econômico da região”, enfatizou o economista do Centro de Estudos da Amazônia José de Lima Pereira.

O estudo é coordenado pela Equipe de Conservação da Amazônia (Ecam), em parceria com a empresa Promam, e busca apresentar um diagnóstico sobre a viabilidade do projeto Pecuária Sustentável. “Nós estamos trabalhando para aumentar a produtividade da pecuária, principalmente de bovinos e suínos da região e para trazer o resultado dessa comercialização, de como que o produtor pode melhorar o final, uma vez ele já está produzindo de forma sustentável, e este é o nosso objetivo, trazer para eles técnicas para que possam aprimorar a produção e agregar valor ao produto final”, finalizou Rejane Moura, engenheira responsável pelo estudo.

O Programa Territórios Sustentáveis é uma iniciativa da Agenda Pública, Equipe de Conservação da Amazônia (Ecam) e Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) com apoio financeiro da Mineração Rio do Norte (MRN) e Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid).

Por Martha Costa

Ecam abre inscrições para Oficina de Comunicação e Engajamento para Comunidades Quilombolas

Ecam abre inscrições para Oficina de Comunicação e...

Com o objetivo de fortalecer a comunicação interna e externa de comunidades quilombolas e defensores de direitos humanos, a Ecam anuncia uma...

Quilombolas do Amapá realizam consulta prévia para debater projeto de carbono comunitário

Quilombolas do Amapá realizam consulta prévia para debater...

Quilombolas do Amapá, deram um passo importante em relação ao fortalecimento das práticas agrícolas, aliadas à preservação ambiental do meio...

ReSeed chega ao Brasil com soluções baseadas na natureza e inserção de pequenos agricultores no Mercado de Carbono em parceria com a Dengo Chocolates

ReSeed chega ao Brasil com soluções baseadas na natureza e...

Marca brasileira de chocolate inicia parceria com americana ReSeed promovendo impacto social para a indústria do cacau, ampliando acesso à...

Projeto Quilombo Solidário fortalece comunidades com doação de ferramentas

Projeto Quilombo Solidário fortalece comunidades com...

O Projeto Quilombo Solidário: renda e produção atingiu uma fase crucial, marcada pela implementação de práticas sustentáveis e pela doação de...