20/01/2020

Por Fernanda Costa

Tecnologia auxilia arqueólogos em pesquisas no Amapá

Tecnologia auxilia arqueólogos em pesquisas no Amapá

Acordo de cooperação entre Ecam e IEPA tem novo encontro, dando continuidade ao processo de capacitação de profissionais da arqueologia

A equipe de Arqueologia do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (IEPA) está aprimorando suas pesquisas por meio do uso de ferramentas tecnológicas de geoprocessamento. Na próxima semana (20 a 24 de janeiro), eles participam de mais uma etapa do curso de Sistemas de Informações Geográficas (SIG), desenvolvido especialmente para a equipe do Núcleo de Pesquisa Arqueológica – NUPArq. A iniciativa é fruto da parceria selada com a Ecam, no fim de 2018, e que se estenderá até 2020.

Levando toda sua expertise com mapeamentos colaborativos, SIG e o uso de ferramentas Google, como Google Earth e ODK,  a Ecam está desenvolvendo, junto com os pesquisadores/as do IEPA, uma metodologia de aplicação do SIG à Arqueologia. A Ecam tem sido vanguardista no uso da tecnologia em benefício da Amazônia, principalmente no que compete aos povos tradicionais da floresta, dentro de seu programa Sharing Worlds (Compartilhando Mundos), financiado pela Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid).

Este encontro marca a fase final da segunda etapa, focado principalmente na criação e gerenciamento de banco de dados espaciais e metodologias. Com isto, os arqueólogos conseguem otimizar suas pesquisas, modernizar os processos e torná-los mais efetivos. Além disso, os profissionais se tornam mais autônomos, dispensando a terceirização dos mapeamentos de pesquisa.

Para a geógrafa Muryel Arantes, coordenadora de projetos da Ecam e responsável pela iniciativa, a cooperação científica valoriza e fortalece a pesquisa feita no Amapá. Mas principalmente, colabora para a preservação do patrimônio, cultural do bioma. “Nossa maior missão, enquanto equipe, é promover ações inovadoras motivadas pelo interesse da sociedade, agregadas às novas tecnologias e alinhadas à conservação do meio ambiente. Então, quando trabalhamos com arqueólogos e arqueólogas do IEPA, sentimos que estamos em sintonia com o principal objetivo do nosso trabalho nos estados amazônicos”, destaca.

SERVIÇO

Curso de Sistemas de Informações Geográficas aplicado à Arqueologia

Data: 20 a 24/01

Local: NuParq/ IEPA – Avenida Feliciano Coelho, 1509 – Trem, Macapá (AP)

Programa Compartilhando Mundos: uma metodologia participativa

Programa Compartilhando Mundos: uma metodologia...

Nos últimos anos, o Programa Compartilhando Mundos realizou oficinas de análise de dados e mapeamentos em seis Estados da Amazônia Legal,...

Auxílio Emergencial: quem tem direito e como acessar

Auxílio Emergencial: quem tem direito e como acessar

Há pouco mais de um mês, o Governo Federal começou a liberar a primeira parcela do auxílio emergencial para os trabalhadores afetados pela...

Quilombolas de Oriximiná se unem para vencer pandemia e manter as comunidades livres de contágio

Quilombolas de Oriximiná se unem para vencer pandemia e...

Assegurar condições de sustentabilidade das populações em suas comunidades é o objetivo das ações desenvolvidas pela Arqmo e parceiros contra a...

Boletim epidemiológico da CONAQ faz alerta para a situação da COVID-19 em comunidades Quilombolas

Boletim epidemiológico da CONAQ faz alerta para a...

Sem ações do poder público, e com uma frágil estrutura do sistema de saúde pública, nos últimos 11 dias ocorreram 6 mortes em quilombos no...