20/08/2019

Por Fernanda Costa

Território Alto Trombetas I participa de prestação de contas dos recursos do Mecanismo Financeiro

Território Alto Trombetas I participa de prestação de contas dos recursos do Mecanismo Financeiro

Na relação dos bens e serviços adquiridos para as comunidades estão: equipamentos para energia solar, grupo gerador, lancha, kit multimídia para a associação, entre outros.

Moradores das comunidades quilombolas de Mãe Cué, Sagrado Coração de Jesus, Tapagem, Santo Antônio do Abui, Paraná do Abuí e Abuí, no Território Alto Trombetas I, estiveram reunidos nesta semana para participarem da reunião de prestação de contas dos recursos pertinentes ao Mecanismo Financeiro. A reunião foi realizada na comunidade de Tapagem e teve como principal objetivo promover a transparência no processo de aquisição de produtos e serviços adquiridos pelas lideranças locais para benefício das comunidades.

A gestão compartilhada dos recursos referente ao Mecanismo Financeiro está sob a responsabilidade da Fundação de Tecnologia Florestal e Geoprocessamento – Funtec, que entre outras atribuições realiza a prestação de contas de todo o recurso financeiro investido nas comunidades. O processo para aquisição dos bens e serviços elencados pelas comunidades, por meio do Conselho Deliberativo, embora pareça simples é composto por várias etapas que inclui ata de demanda da comunidade para deliberação do conselho, aprovação das comunidades, cotação de preços, qualidade do produto e tempo de entrega.

Na relação dos bens e serviços adquiridos para as comunidades estão: equipamentos para energia solar, grupo gerador, lancha, kit multimídia para associação entre outros. Durante a prestação de contas foram apresentados, por meio de relatórios financeiros (detalhado e resumido) as lista de lançamentos e despesas, cópia dos comprovantes de despesas e das licitações/contratações efetuadas, bem como extrato bancário atualizado.

O Mecanismo Financeiro faz parte das ações do eixo Quilombola, que visa promover o fortalecimento institucional das associações quilombolas do município de Oriximiná. O Eixo Quilombola é desenvolvido pela Equipe de Conservação da Amazônia dentro do Programa Territórios Sustentáveis, uma iniciativa que busca contribuir para o desenvolvimento de uma estratégia sustentável nos municípios de Oriximiná, Terra Santa e Faro.

O Programa Territórios Sustentáveis é uma iniciativa da Agenda Pública, Equipe de Conservação da Amazônia (Ecam) e Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) com apoio financeiro da Mineração Rio Norte (MRN) e Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid).

Por Martha Costa

CAPACITAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO FORTALECE TERRITÓRIOS QUILOMBOLAS

CAPACITAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO FORTALECE...

A troca de experiências entre os participantes fortalece o protagonismo das comunidades e consolida a comunicação como um instrumento de luta....

Agricultores de Paulo Frontin conhecem iniciativa que unifica agricultura com produção de carbono

Agricultores de Paulo Frontin conhecem iniciativa que...

Uma roda de conversa direcionada a apresentação dos resultados de viabilidade econômica sobre o pagamento por serviços ambientais para os Sistemas...

Comunidades Quilombolas do Amapá se unem para discutir Projeto de Carbono Social

Comunidades Quilombolas do Amapá se unem para discutir...

No último dia 25 de maio, as comunidades quilombolas de Curiaú, Casa Grande, Pescada e Fugido, no Amapá, se reuniram para discutir a implantação...

Novo Acordo de Cooperação Técnica promete impulsionar a sustentabilidade e a agricultura familiar no país

Novo Acordo de Cooperação Técnica promete impulsionar a...

Um termo de cooperação técnica assinado no mês de maio entre o Instituto Global ESG, a Ecam, a companhia americana ReSeed e o Grupo Arnone,...