20/08/2019

Por Fernanda Costa

Território Alto Trombetas I participa de prestação de contas dos recursos do Mecanismo Financeiro

Território Alto Trombetas I participa de prestação de contas dos recursos do Mecanismo Financeiro

Na relação dos bens e serviços adquiridos para as comunidades estão: equipamentos para energia solar, grupo gerador, lancha, kit multimídia para a associação, entre outros.

Moradores das comunidades quilombolas de Mãe Cué, Sagrado Coração de Jesus, Tapagem, Santo Antônio do Abui, Paraná do Abuí e Abuí, no Território Alto Trombetas I, estiveram reunidos nesta semana para participarem da reunião de prestação de contas dos recursos pertinentes ao Mecanismo Financeiro. A reunião foi realizada na comunidade de Tapagem e teve como principal objetivo promover a transparência no processo de aquisição de produtos e serviços adquiridos pelas lideranças locais para benefício das comunidades.

A gestão compartilhada dos recursos referente ao Mecanismo Financeiro está sob a responsabilidade da Fundação de Tecnologia Florestal e Geoprocessamento – Funtec, que entre outras atribuições realiza a prestação de contas de todo o recurso financeiro investido nas comunidades. O processo para aquisição dos bens e serviços elencados pelas comunidades, por meio do Conselho Deliberativo, embora pareça simples é composto por várias etapas que inclui ata de demanda da comunidade para deliberação do conselho, aprovação das comunidades, cotação de preços, qualidade do produto e tempo de entrega.

Na relação dos bens e serviços adquiridos para as comunidades estão: equipamentos para energia solar, grupo gerador, lancha, kit multimídia para associação entre outros. Durante a prestação de contas foram apresentados, por meio de relatórios financeiros (detalhado e resumido) as lista de lançamentos e despesas, cópia dos comprovantes de despesas e das licitações/contratações efetuadas, bem como extrato bancário atualizado.

O Mecanismo Financeiro faz parte das ações do eixo Quilombola, que visa promover o fortalecimento institucional das associações quilombolas do município de Oriximiná. O Eixo Quilombola é desenvolvido pela Equipe de Conservação da Amazônia dentro do Programa Territórios Sustentáveis, uma iniciativa que busca contribuir para o desenvolvimento de uma estratégia sustentável nos municípios de Oriximiná, Terra Santa e Faro.

O Programa Territórios Sustentáveis é uma iniciativa da Agenda Pública, Equipe de Conservação da Amazônia (Ecam) e Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) com apoio financeiro da Mineração Rio Norte (MRN) e Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid).

Por Martha Costa

Em formato on-line, Conaq e Ecam realizam mais uma etapa do programa Compartilhando Mundos

Em formato on-line, Conaq e Ecam realizam mais uma etapa do...

Por meio dos programas Novas tecnologias e Povos Tradicionais e Compartilhando Mundos 107 quilombos de seis Estados da Amazônia realizaram uma...

Campanha apoia mais de 200 famílias de comunidades quilombolas do Pará durante a pandemia

Campanha apoia mais de 200 famílias de comunidades...

Organizada pela MALUNGU, com apoio institucional de ECAM e Instituto Peabiru campanha viabilizou mais de duzentas doações através de financiamento...

Maps show the vulnerability of traditional communities in the Amazon in the face of the COVID-19 pandemic

Maps show the vulnerability of traditional communities in...

In addition to the immense challenges already known about territorial recognition and protection of territories, Indigenous and Quilombola people are...

Ecam divulga análise sobre situação de comunidades tradicionais diante da pandemia

Ecam divulga análise sobre situação de comunidades...

Povos indígenas e quilombolas enfrentam novos desafios durante a pandemia do novo coronavírus. Diante desse cenário, a Ecam realizou um estudo para...